terça-feira, 7 de agosto de 2012

4 meses e meio de Tico

Parece que foi ontem que tentei te adivinhar, como quem escreve no escuro e não sabe como vai sair a letra.

E quem se importa com a letra quando se escreve uma carta de amor? Parece que foi ontem que eu tinha medo de te ver nascer e não saber o que fazer. E foi ontem que me senti tão realizada como mãe, quanto mulher. E tudo isso, devo a você. Porque foi você quem me ensinou a ter força, mesmo quando tudo parecia mais difícil, ou até impossível.

É você que ainda me ensina a ter força em seguir sempre em frente, em buscar o melhor para nós dois. Em ser melhor para nós dois. Com você, aprendi que o mar pode até não ser calmo, mas a gente sempre chega no lugar em paz, quando vamos devagar, e juntos. O nome disso é tranquilidade. A mesma tranquildade que vejo no teu sorriso quando está dormindo. Dizem que quando os bebês sorriem enquanto dormem, eles estão sonhando com os anjos. Mentira. Pra mim, eles estão se transformando em anjos, ali, naquele momento. Porque é naquele momento que penso que a vida tem mais sentido, como uma mágica. Como um céu que vai ficando em um azul tão claro e tão nítido, que até estrela pode brincar de ser sol. E nessa nitidez toda, podemos ver Deus bem ao nosso lado. Ao lado de nós dois.

E foi você que me ensinou que família é sempre a nossa casa. Sabe quando você viaja para longe, aproveita, mas sente um alívio quando volta? Esse abraço de saudade é, sim, a nossa família. E eu não poderia crescer sem descobrir esse valor. Eu não poderia te deixar crescer sem descobrir o quanto caloroso é o abraço dos avós.

Foi você que também me ensinou que chorar é um jeito de esvaziar a alma, principalmente, quando acordamos mais leves por isso. E falando em leveza, eu nunca pensei que ia achar lindo te ver sair do banho e morrer de rir olhando para um leão colado na parede. Existe sorriso melhor do que esse? Se chorar é esvaziar a alma, sorrir é encher a alma de carinho.

Eu ainda acredito que esse tipo de sorriso se chama felicidade. E quanto menos pretensiosa, mais doce ela é. Ou você acha que brigadeiro de Shopping é mais doce que brigadeiro de panela velha? Você ainda é novo para decidir isso. Mas tudo o que sei é que você já toma decisões por mim. Porque desde que tive você, minhas escolhas foram as mais acertadas.

Foi você que me ensinou a conviver com a saudade e fazer disso um presente que recebo todo dia. Porque é assim que me sinto quando chego em casa cansada e vejo o seu mini sorriso. Teu amor é minha maior recompensa.

Sabe aquele sonho de criança de todo dia ganhar um presente? Eu consegui realizar.

É preciso ser criança para virar mãe. E teu amor é esse presente, que todo dia vem com uma fita diferente, com um laço de uma cor.

Porque foi você que me ensinou que tudo por ser sim mais colorido. E somos nós que vamos desenhando os tons da vida. E se um dia parece meio cinza, não precisamos nos preocupar.

Aposto que o cinza vai ficar lindo combinado com outras cores. Eu já nem lembro mais como era a vida antes de você chegar.

Cinza talvez? Pode ser.

Só sei que foi preciso aprender tudo isso com você, para um dia, eu pode te ensinar alguma coisa.

E vou ficar feliz se a lição de tudo isso for um pouco desse amor.

( esse presente embalado com fitas que toda mãe gosta de dar aos filhos)

Um comentário: